quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Estrutura do Futebol

Numa altura que muito se tem falado de Estrutura do Futebol, a propósito da saída de JJ para o Rival liderado por um adepto, deixo-vos com a minha definição de Estrutura do Futebol:

- Estrutura do Futebol é estar 2 anos sem ganhar nada, e mesmo assim encaixar 30M + 35M + 25M na venda de apenas 3 jogadores.

O dia que Vieira o conseguir fazer, então aí sim, dar-lhe-ei os parabéns. Até lá, parabéns a Pinto da Costa. 

2 comentários:

Influência Arbitral disse...

Para quem apenas se informa pelos jornais, é compreensível que se possa afirmar convictamente que PC tem sido o grande dirigente que tem criado mais valor para um clube português, mas a realidade dos números oficiais publicados na CMVM nas últimas 6 épocas demonstra que o F. C. Porto tem perdido claramente o campeonato económico para o Benfica.

Para que conste como as últimas contas publicadas foram as do 3º trimeste de 2014/15, temos que em 5 anos e 9 meses, o Benfica gerou proveitos com vendas de passes de atletas no valor de 263 Milhões de Euros (retirando a amortização anual dos passes, liquido ficou com 81 Milhões de Euros de resultado com transações de atletas) e o F. C. Porto gerou 243 Milhões de Euros (retirando a amortização anual dos passes, liquido ficou com 74 Milhões de Euros de resultado com transações de atletas). Estamos pois a falar de mais 7 milhões de resultados com transações de atletas por parte do Benfica.
Consultando a CMVM constata-se que nesse mesmo período de 5 anos e 9 meses, o Custo Com Pessoal do Benfica foi 285 Milhões de Euros enquanto no F. C. Porto, o Custo Com Pessoal foi de 296 Milhões de euros. Alguns dos custos essenciais para esta actividade não estão nos Custos com o Pessoal, como por exemplo existem custos com a intermediação que estão nos FSE. Ao analisarmos os custos dos FSE nesses 5 anos e 9 meses verificamos que estes custos no F. C. Porto totalizaram 206 Milhões de Euros enquanto no Benfica totalizaram 148 Milhões de euros. Ou seja, estamos a falar de uma diferença de 11 Milhões diretamente em Custos com o Pessoal e mais 58 Milhões de custos em FSE incorridos pelo F.C. Porto a mais do que o Benfica para nesses 6 anos dividirem os titulos em 3 para cada um dos clubes.

Podes consultar os dados agregados das últimas 6 épocas:
http://influenciaarbitral.blogspot.pt/2015/07/contas-realidade-das-ultimas-6-epocas.html

Germano Bettencourt disse...

Influência Arbitral.

Obrigado pelo comentário. Eu só fiz referência ao facto de num só ano, depois de 2 anos sem nada ganhar, se conseguir estas 3 vendas! É, a meu ver, impressionante.