terça-feira, 10 de janeiro de 2012

G.D. Velense

Se o Velense detém 10% do passe, então provavelmente será ressarcido do seu direito de receber esse dinheiro caso venda os seus 10%.

Se ia vender a sua parte ao empresário por valores mais elevados e, o Benfica se antecipou, paciência. Fossem mais rápidos.

Não sei se o Benfica é obrigado a comprar os 10% do passe pertencentes ao Velense. Não conheço nenhuma alínea do contrato. Logo é impossível saber se o Velense tinha direito a sentar-se à mesa das negociações. É que no caso do Reyes, que o Benfica detém 25%, não temos direito a sentar à mesa de negociações. Digo isto, porque acho que o Velense nem sabe bem dos seus direitos. Segundo o que por aí vincula, o Benfica só comprou os 50% do Leiria.

Da parte do Benfica, não sei do que reclamam. Perante a FIFA, fizemos o que nos competia, antes de aliciar o jogador, falamos com o clube com o qual tinha contrato. Depois disso, demos então entrada às negociações com o jogador. Se este dispensou o seu representante, é problema que ao Benfica não diz respeito.

Falo como adepto dos 2 clubes, eu até preferia que o Velense continuasse com os seus 10%. E apenas os vendesse depois do Benfica valorizar ainda mais o jogador.

4 comentários:

Anónimo disse...

reyes veio emprestado nada pertence oa benfica...

Germano Bettencourt disse...

Sr. Anónimo, está enganado. Veio emprestado mas o Benfica comprou 25% do seu passe.

Informe-se e verá que tenho razão.

Abraço

Germano Bettencourt disse...

No entanto, qdo o Reyes foi negociado, o Benfica não esteve presente na mesa de negociações. Recebe a sua parte e ponto final. Aliás, até perdemos dinheiro com isso. Uma vez que pagamos mais pelos 25% do que recebemos agora pelos mesmo 25% da venda.

Isto funciona um pouco como os fundos de jogadores que o Benfica tem. Vendemos ao Fundo x%, por y valor, depois qdo vender-mos, esses x% tem de ser entregues ao fundo. O fundo pode receber mais, e nesse caso a compra foi uma boa aposta, como pode receber menos, e nesse caso uma má aposta. São negócios. Com o Di Maria o fundo ficou a ganhar, e muito.

O Velense só se pode queixar, se não receber a parte dos 10% a que tem direito. Isto se foi obrigado a comprar esses 10%. Isso eu não sei, mas o contrato deve dizer.

Anónimo disse...

Solicitavamos por favor que nos confirmassem se de facto o GDV nas épocas de 1986/87 e 1994/95 foi Campeão de Futebol de 11 do INATEL. Encontramo-nos a fazer um trabalho de pesquisa dos campeões destes 73 anos de actividade da FNAT/INATEL e precisavamos desta confirmação.

Cumprimentos geral@bsjoao.com